alzheimer-e-se-houver-uma-cura
Família

Alzheimer: e se Houver uma Cura?

alzheimer-e-se-houver-uma-cura

Alzheimer: e se Houver uma Cura ?

  • Alzheimer: e se Houver uma Cura, Assim, Alzheimer: e se Houver uma Cura, a Dra. Mary Newport tornou-se determinada a encontrar uma cura para o Alzheimer e a ajudar seu marido a combater os sintomas da doença. Antecipadamente.  Ela mergulhou em pesquisas científicas e buscou alternativas fora do convencional, explorando diferentes abordagens terapêuticas.  A princípio. A autora deste livro, através de sua experiência pessoal e sua formação médica, apresenta uma perspectiva única sobre o Alzheimer. De antemão. Ela compartilha uma visão esperançosa de que é possível encontrar uma cura para esta doença devastadora.

Alimentação, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Alzheimer: e se Houver uma Cura,  Acima de tudo.  A Dra. Mary Newport descreve em seu livro como utilizou uma abordagem baseada na alimentação e suplementação para ajudar a melhorar os sintomas de seu marido. À primeira vista. Ela descobriu que o uso de óleo de coco e outras gorduras saudáveis na dieta de Steve Newport trouxeram benefícios significativos para o controle dos sintomas do Alzheimer. Desde já.  Ela documentou suas descobertas e experiências em seu livro, intitulado “Alzheimer: e se Houver uma Cura?”.

Parte da Memória, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Alzheimer: e se Houver uma Cura, Primeiramente.  A autora relata que, ao incluir o óleo de coco e outras gorduras saudáveis na alimentação de seu marido, Alzheimer: e se Houver uma Cura, ela notou uma melhora considerável no funcionamento cognitivo dele. Antes de tudo.  Steve conseguiu recuperar parte da memória perdida, Desde já, teve um aumento na clareza mental e manteve uma maior independência no dia a dia.

Proteção das Células, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Primordialmente.  Além disso, a Dra. Newport também observou que o óleo de coco e outras gorduras saudáveis têm propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, que podem ajudar a proteger as células cerebrais contra danos e retardar a progressão da doença. Em primeiro lugar.  Essas descobertas abriram uma nova perspectiva na luta contra o Alzheimer, oferecendo esperança de que uma cura possa ser encontrada.

Em Busca de Tudo, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Alzheimer: e se Houver uma Cura, Ainda mais. A autora deste livro, a médica Mary Newport,   : e se Houver uma Cura,  é casada com Steve Newport desde 1972. Assim como. Depois que ele foi diagnosticado com Alzheimer de início precoce, em 2003, Bem como,  ela se dedicou a buscar tudo o que pudesse retardar a progressão da doença e dar a ele mais qualidade de vida.  Juntamente com.  A Dra. Mary Newport tornou-se uma especialista no assunto, pesquisando incansavelmente e estudando as últimas descobertas científicas sobre o Alzheimer. Contudo.  Ela viu em primeira mão a devastação que essa doença pode causar em uma pessoa e em sua família, e decidiu compartilhar suas descobertas com o mundo através deste livro.

Decisão Firme, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Em outras palavras.  “A autora retrata com sensibilidade a jornada emocional que é enfrentar o Alzheimer e a busca por uma possível cura para essa doença devastadora. Apesar disso.  A história de Mary Newport é inspiradora e nos faz refletir sobre a importância de nunca desistir da luta contra o Alzheimer.  Nesse sentido. A Dra. Mary Newport é casada com Steve Newport há quase cinco décadas. Por exemplo.  Em 2003, quando Steve foi diagnosticado com Alzheimer de início precoce, Seja como for,  a vida do casal mudou completamente. Todavia.  Mary, uma médica dedicada e apaixonada pela saúde de seu marido, decidiu que não aceitaria passivamente a progressão dessa doença cruel.

Descoberta, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Ainda assim.  Determinada a encontrar uma solução, Mary iniciou uma extensa pesquisa sobre o Alzheimer e os tratamentos disponíveis. Porém. Foi durante essa busca que ela descobriu um composto chamado óleo de coco, que poderia ter propriedades benéficas para a saúde cerebral. Além disso.  Convencida de que essa poderia ser a chave para encontrar uma cura para o Alzheimer, ela começou a pesquisar sobre os efeitos de determinados nutrientes no cérebro afetado pela doença.

Combustível Para o Cérebro, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Ou seja.  Ao longo de sua jornada, a Dra. Newport descobriu o papel crucial do óleo de coco na melhoria dos sintomas do Alzheimer. Agora.  Ela observou que o cérebro de pacientes com essa condição tem dificuldade em metabolizar a glicose, sua principal fonte de energia. Apenas.  No entanto, o óleo de coco contém ácidos graxos de cadeia média, que podem ser convertidos em cetonas pelo fígado, Em seguida,  e usados como combustível para o cérebro.

Melhora Significativa, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Constantemente.  Com base nessa descoberta, a Dra. Newport começou a administrar diariamente doses de óleo de coco para seu marido. Depois que. Ela notou uma melhora significativa em sua memória, raciocínio e função cognitiva após começar a administrar o óleo de coco a Steve. Desde que. Isso a levou a se aprofundar em pesquisas sobre os benefícios do óleo de coco para o cérebro e a escrever este livro, intitulado “Alzheimer: Enquanto, e se Houver uma Cura?”.

Compensando a Deficiência, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Imediatamente. Neste livro, a Dra. Mary Newport compartilha sua jornada pessoal e o conhecimento científico que adquiriu ao longo de sua busca por tratamentos alternativos para o Alzheimer. Frequentemente. Ela explora a teoria de que os corpos cetônicos presentes no óleo de coco podem fornecer uma fonte alternativa de energia para o cérebro, Ao mesmo tempo, compensando a deficiência de glicose que ocorre nas pessoas com Alzheimer.

Dieta Rica em Gorduras, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Posteriormente.  Além disso, a autora aborda outras abordagens complementares que podem auxiliar no combate à progressão da doença, Finalmente, como a dieta cetogênica, evidenciada como uma possível terapia para o Alzheimer. Então. Através de suas pesquisas e em sua prática clínica, a Dra. Newport observou que a utilização de uma dieta rica em gorduras saudáveis, Eventualmente, ​e pobre em carboidratos pode não só melhorar os sintomas do Alzheimer, mas também ter um impacto positivo na função cognitiva.

Exercício Físico, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • De acordo com. Além da dieta cetogênica, a autora explora outras intervenções não farmacológicas que podem ser úteis no tratamento do Alzheimer. Da mesma forma.  Ela discute a importância do exercício físico regular como forma de estimular o funcionamento cerebral e reduzir o risco de desenvolver a doença.  Analogamente. A Dra. Newport também destaca a importância do sono adequado, da socialização e do treinamento cerebral como formas de manter a mente ativa e saud áveis. Sob o mesmo ponto de vista.  Além disso, ela também passou a pesquisar sobre os efeitos benéficos do óleo de coco no tratamento do Alzheimer.

Energia Alternativa, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Enfim.  A autora descobriu que o óleo de coco contém ácidos graxos de cadeia média, que podem ser convertidos em corpos cetônicos. Em síntese.  Esses corpos cetônicos são uma fonte de energia alternativa para o cérebro, que é prejudicado pela falta de glicose em casos de Alzheimer. Em suma. A utilização de corpos cetônicos como combustível pode melhorar a função cerebral e reduzir os sintomas da doença.

O Óleo de Coco, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Definitivamente. Inspirada por essas descobertas, a Dra. Mary Newport começou a administrar regularmente óleo de coco ao seu marido. Afinal.  Ela notou uma melhora significativa em sua memória e capacidade cognitiva. Dessa forma. Steve Newport começou a se lembrar de eventos passados que havia esquecido e sua capacidade de raciocínio melhorou consideravelmente. Assim. Isso despertou o interesse da Dra. Mary Newport em encontrar uma cura para o Alzheimer.

A Partir Desta Experiência, Alzheimer: e se Houver uma Cura…

  • Por fim.  A partir dessa experiência, a Dra. Mary Newport mergulhou de cabeça em pesquisas e estudos sobre a doença. Ela explorou diferentes abordagens terapêuticas, Logo,  desde medicamentos convencionais até terapias alternativas e suplementos naturais.  No entanto, foi uma descoberta em particular que chamou sua atenção: o papel dos corpos cetônicos no cérebro. Acima de tudo.  Ela descobriu que essas substâncias, produzidas pelo organismo durante o estado de cetose, Como resultado, podem ser uma fonte de energia alternativa para as células cerebrais afetadas pelo Alzheimer.

Nilton News

Os Idosos !

Nosso Site, temos artigos sobre Meditações e Orações, conduzindo as pessoas a Reflexão, sobre Religião e assuntos atuais do dia a dia, de interesse geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *