Família

Um Filho Que Reclamava do Pai !

Pai-e-Filho

Um Filho Que Reclamava do Pai !

  • Um Filho Que Reclamava do Pai, Era um jovem que não apreciava viver na casa de seu pai devido às constantes “irritações” que ele causava. “Se não vai usar, desligue o ventilador”, “A TV está ligada na sala vazia. Desligue!”, “Feche a porta”, “Não desperdice tanta água”. Antes de mais nada.  O filho não gostava de ser incomodado pelo pai com essas coisas. No entanto, teve que suportar até certo dia em que recebeu um convite para uma entrevista de emprego.

Almejava Apenas Um Emprego !

  • Um Filho Que Reclamava do Pai, “Apenas conseguir esse emprego e sair desta cidade. Não terei mais que ouvir as reclamações do meu pai”, pensou ele…  De antemãoAo sair para a entrevista, o pai o aconselhou: “Responda às perguntas sem hesitação. À primeira vista.  Mesmo que não saiba a resposta, mostre confiança”.  Antes de tudo.    O filho chegou ao local da entrevista e percebeu que não havia seguranças na porta. Desde já.  A porta estava aberta para fora. Ele a fechou e entrou no escritório.

Os Hábitos Preciosos !

  • Um Filho Que Reclamava do Pai, Ao caminhar pelo local, notou belas flores no caminho, mas o jardineiro havia deixado a chave aberta e a água da mangueira continuava jorrando. Primordialmente.  A água transbordava para a rua. Ainda mais.  Ele pegou a mangueira, mudou de lugar e a direcionou para outras plantas que precisavam de água.

Em Cada Passo, Sentia Um Impulso !

  • Do mesmo modo.  Não havia ninguém na recepção, mas havia um aviso informando que a entrevista seria no primeiro andar. Ele subiu as escadas lentamente. Bem como.  A luz ainda estava acesa às 10 da manhã, provavelmente desde a noite anterior. Juntamente com. Ele se lembrou do aviso do pai: “Por que você sai do cômodo sem apagar a luz?”. Mesmo se sentindo incomodado com esse pensamento, procurou o interruptor e apagou a luz.

E se Repetiam os Impulsos !

  • Apesar disso. No amplo salão, viu outras pessoas esperando a sua vez. Observou o número de pessoas e se perguntou se teria alguma chance de conseguir o emprego. Porém.  Entrou no corredor um pouco nervoso e pisou no tapete de “Bem-vindo“, mas percebeu que estava de cabeça para baixo. Ele o endireitou. Hábitos são difíceis de esquecer.

Mais Impulsos !

  • Em outras palavras.  Nas fileiras da frente, havia muitas pessoas aglomeradas aguardando, enquanto as fileiras de trás estavam vazias e vários ventiladores estavam ligados naquelas cadeiras. Ou seja.  Novamente, a voz do pai ressoou em sua mente: “Por que os ventiladores estão ligados onde ninguém está?”. Ele desligou os ventiladores desnecessários e sentou-se em uma das cadeiras vazias.

Saiam Por Outra Porta !

  • Ainda assim. Observou muitos candidatos entrarem na sala de entrevistas e saírem imediatamente por outra porta. Percebeu que não havia como adivinhar o que estavam perguntando na entrevista. Seja como for. Quando chegou a sua vez, ficou diante do entrevistador com preocupação.

Não Havia Perguntas !

  • Agora. O responsável pegou seus papéis e, sem olhar, perguntou: “Quando você pode começar a trabalhar?”. Ele pensou: “Será que estão me fazendo uma pergunta capciosa na entrevista, ou estão realmente me oferecendo o emprego?”.  Apenas.    O chefe então disse: “Aqui não fazemos perguntas a ninguém, pois acreditamos que não podemos avaliar as habilidades de alguém por meio delas.

O Teste é Assim !

  • Portanto, nosso teste é analisar a atitude das pessoas. Constantemente.  Realizamos alguns testes com base no comportamento dos candidatos e observamos todos por meio de câmeras. Desde que.  Nenhum dos que vieram aqui fez algo para consertar a porta, a mangueira, o tapete de boas-vindas, desligar os ventiladores ou as luzes que estavam acesas inutilmente. Imediatamente.  Você foi o único que fez isso, por isso decidimos selecioná-lo para o trabalho”, disse o chefe.

As Repeensões do Pai !

  • Frequentemente.  Ele sempre se incomodava com as repreensões de seu pai, mas naquele momento percebeu que graças a elas ele conseguiu seu primeiro emprego. Sua irritação e raiva em relação ao pai desapareceram por completo. Ao mesmo tempo.  Ele decidiu levar seu pai junto parao trabalho e voltou para casa feliz. A história nos lembra que tudo o que nossos pais nos dizem é para o nosso próprio bem, desejando um futuro brilhante para nós. Então.  Para nos tornarmos pessoas de valor, precisamos aceitar repreensões, correções e orientações que nos ajudem a eliminar maus hábitos e comportamentos. Isso é o que os nossos pais fazem por nós.

Ufa, O Primeiro Emprego !

  • Finalmente.  Após o jovem conseguir seu primeiro emprego e decidir levar seu pai junto, uma nova fase se iniciou em suas vidas. Trabalhando juntos, eles aprenderam a se comunicar de maneira mais aberta e compreensiva. Nesse ínterim.  O filho passou a valorizar as palavras de seu pai e a reconhecer a importância de suas orientações.

Um Pai, Motivo de Admiração !

  • Simultaneamente. No ambiente de trabalho, o pai mostrou-se habilidoso e experiente, compartilhando seu conhecimento com colegas e superiores. Nesse meio tempo.  Ele se tornou uma figura respeitada e admirada, e o filho sentiu orgulho de tê-lo ao seu lado.

Qualidade Extraídas dos Hábitos Ensinados !

  • Ao passo que.  Ao longo dos dias, o jovem percebeu que muitas das lições que o pai lhe ensinara ao longo dos anos eram valiosas também no contexto profissional. Por vezes.  A disciplina, a responsabilidade, o cuidado com os detalhes e a atenção aos outros foram atributos que ele pôde aplicar em seu trabalho e que lhe renderam reconhecimento e oportunidades de crescimento.

Amizade Estreitada !

  • Pouco depois.  Com o tempo, o relacionamento entre pai e filho se fortaleceu ainda mais. Eles passaram a compartilhar não apenas o ambiente de trabalho, mas também momentos de lazer e conversas profundas.  Todas as vezes que.  O jovem percebeu que seu pai sempre quis o melhor para ele e que suas “irritações” eram apenas manifestações de cuidado e amor.

Unidos Superavam Desafios !

  • Da mesma forma.  Juntos, eles superaram desafios, celebraram conquistas e construíram uma relação de respeito mútuo. Desse modo.  O filho aprendeu a valorizar a sabedoria do pai e a reconhecer que, muitas vezes, as pessoas mais próximas são aquelas que mais se importam e desejam nosso sucesso.

Nasce Um Pai !

  • Assim também.  À medida que o tempo passava, o jovem também se tornou pai. Inspirado pela relação que desenvolvera com seu próprio pai, ele seguiu seus passos, transmitindo os mesmos valores a seus filhos.  Bem como.   Ele compreendeu que a importância das palavras e orientações paternas vai muito além do momento presente, influenciando gerações futuras.

Conclusão:

  • Enfim.  Essa história nos lembra que o respeito e a valorização dos ensinamentos dos pais são fundamentais para o nosso desenvolvimento pessoal e profissional. Definitivamente.  Eles têm experiências e sabedoria acumuladas ao longo da vida, e seus conselhos podem nos guiar na tomada de decisões e nos ajudar a evitar erros comuns.
  • Por fim. Ao reconhecer a importância dos pais em nossas vidas, podemos construir relacionamentos mais harmoniosos e significativos, aproveitando as oportunidades de aprendizado que eles nos oferecem.

Nilton Gomes

Os Cromossomos !

Nosso Site, temos artigos sobre Meditações e Orações, conduzindo as pessoas a Reflexão, sobre Religião e assuntos atuais do dia a dia, de interesse geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *